top of page

A Deusa Negra - A Face Escura da temida Mãe


A Deusa Negra é o aspecto mais misterioso, violento e temperamental. Aparece em diferentes culturas e religiões e talvez seja o aspecto mais incompreendido da Deusa.

Uma das maiores fraquezas do pensamento patriarcal é que ele rebaixa o conceito da polaridade criativa dos opostos complementares (masculino/feminino, claro/escuro, fertilizante/formativo, intelectual/intuitivo) em um mero conflito entre o bem e o mal, entre Deus e o Diabo.


O que temos visto até então, e continuaremos a ver, é o esforço do patriarcado em ignorar a polaridade dos princípios do Deus e da Deusa. Por um lado, tentam abolir completamente a Deusa (negando o princípio da polaridade no nível Divino), enquanto que no nível humano tendem não apenas a subordinar a mulher, mas também a considerar todos os aspectos da Deusa para os quais ela é um canal (intuição, psiquismo, atividades humanas, a natureza cíclica e, até mesmo, sua sexualidade) como algo suspeito, perigoso e subversivo ao patriarcado - ou, em suma, como pertencente ao próprio Diabo. É quase surpreendente que Satanás não tenha sido caracterizado como feminino.


No âmago da Mãe Luminosa está a Mãe Negra, do mesmo modo que no âmago da Mãe Negra está a Mãe Luminosa. Se não fosse assim, não haveria vida. Na realidade cíclica, é a chave para toda a vida e renovação. A vida é um processo, não um estado. A Deusa é tanto o útero quanto o túmulo. Se ela não fosse a Destruidora, não poderia ser também a renovadora.


Quando as religiões se referem ä Deusa Negra, elas se referem aos aspectos de qualquer ciclo da vida que tendem a ser desprezados ou temidos pela maioria da sociedade: sexualidade, violência, guerra, magia, morte.


Muitas Deusas Negras se relacionam com o tema destruição. Por exemplo, a deusa Kali, que é a suprema Mãe Negra dos hindus, é considerada a Senhora da dissolução e da destruição. De acordo com a mitologia indiana, ela destrói a ignorância e o que causa caos e ruptura da harmonia. Também é vista como a Deusa que destrói o ego que interfere no processo da evolução espiritual e abençoa todos os que aspiram conhecer os Deuses.


A Deusa Negra é a contraparte do aspecto doador de vida da Deusa. Traz a morte, porque sem a morte não há fertilização. É a Destruidora porque sem destruição não há crescimento. É a detentora dos mistérios e da magia, que nos ajudam a buscar o propósito de nossa vida. Também é a Protetora, pois há mal neste mundo e seus filhos precisam de proteção.


Um aspecto interessante da Deusa Negra é sua relação com a sexualidade. Inúmeros contos envolvendo sedução estão associados a essa face da Deusa . Nessas histórias a Deusa geralmente aparece usando o sexo para punir, para ganhar algum favor ou para recompensar alguém.


As histórias sobre sexo não falam apenas de sexualidade, mas são especificamente sobre poder. O sexo é a fonte de poder da vida, a mola propulsora que faz a energia circular. A Deusa Negra representa a natureza sexual da mulher que o homem ainda não conseguiu entender. Nas culturas da Deusa, o sexo não era visto como algo negativo e sujo, mas como algo abençoado, sagrado, a própria manifestação de poder.


A cor sagrada da Deusa Negra é o preto.

Sua Lua sagrada é a Negra, aspecto lunar que ocorre de três a um dia antes da entrada oficial da lua nova.


Algumas deusas negras - Hécate, Lilith, Morrigu, Kali.

.

Meditação com a energia da deusa negra

- Sua Lua sagrada é a Negra, aspecto lunar que ocorre de três a um dia antes da entrada oficial da lua nova.

- A noite, acenda uma vela preta e ofereça a Deusa uma rosa negra.

- Faça uma meditação; peça seu poder feminino de volta, peça sua sexualidade divina que fortalece os aspectos de poder pessoal da sua personalidade.



Fonte: Todas as Deusas do Mundo - Claudiney Prieto e A Deusa das Bruxas de Janet & Stewart Farrar.


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page