top of page

Amor de Afrodite. Arquétipo feminino.




" Filha de Afrodite em toda sua essência, a menina amargou esse amor amado que sorria para ela como um doce mel para a alma que sofria.


Ela cresceu mergulhada em melodiosas estórias de amor, que em nada refletiam a realidade tortuosa dos relacionamentos,

E mesmo sem conhecer as curvas sinistras da paixão, mergulhou com grande fervor e sua alma afundou nesse imenso querer.


Buscou freneticamente o sentimento que lhe feriu, como uma espada cravada no peito, ah! iludida menina, não mandei você acordar desse sonho perfeito?


Tanto fez e tanto quis, agora aguenta as lamurias do teu querer.


Pegou de seu coração, a primeira estrela que reluziu, mas seu coração infantil mentiu.


Então saiba doce menina, que amar e sofrer são aspectos do desejo.

Se isso já soubesses, poderia ainda assim entregar seu corpo sedento ao estranho sedutor?


Eternizou seu sentimento em cristal de quartzo, e aceitou seu destino. Amou aquele que seu corpo ansiou, chorou ... chorou.


Afrodite que te guarde dos males da paixão, aprenda dessa vez o que a Deusa te ensinou. "


By: Lilith Venus



O poema reflete o arquétipo do amor mais profundo, o amor de Afrodite, a Deusa do amor e sensualidade que tem sido banida do inconsciente coletivo a milhares de anos.


Mas, todos que de Afrodite fogem, saiba, ela dará sempre um jeito de mostrar sua doce energia.




Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page